Social Icons

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

[Review] Dragon Ball Xenoverse

Dragon Ball Xenoverse é um jogo de luta desenvolvido pela Dimps e publicado pela Bandai Namco, para PS3, PS4, X360, XONE e PC.
Nele, existem os Patrulheiros do Tempo, que tem o objetivo de manter a ordem da linha do tempo. A história começa quando vários acontecimentos do universo Dragon Ball começam a ser alterados por algo ou alguém, e Trunks decide pedir para Shenlong que traga um guerreiro forte o suficiente para ajudá-los a consertar a linha do tempo, pois essas alterações podem mudar como conhecemos o mundo hoje. Com isso, Shenlong invoca o seu personagem customizável e a partir daí é que a história se desenrola.

Algo muito bom a se destacar é a história do jogo, que finalmente possui algo de único e não somente reconta aquilo que já assistimos ou lemos da série. Você viaja no tempo e  interfere diretamente nos acontecimentos mais marcantes do enredo, fazendo com que aconteça aquilo que era, de fato, para acontecer.
Quanto à gameplay, ele é de certa forma uma junção dos Tenkaichis/Raging Blast com aquele crossover J-Stars Victory Vs, possibilitando lutas com uns 8 personagens ao mesmo tempo no mapa. A movimentação pelo cenário é um pouco estranha e tem momentos em que a luta vira de certa forma um button-mashing, mas com o passar do tempo você acaba se  acostumando melhor com o jogo e consegue novas habilidades, diminuindo esses dois problemas. Porém, a câmera do jogo atrapalha um pouco caso esteja perto de alguma parede  ou em lugares muito fechados.
Falando em paredes, a destruição de cenário continua presente em Xenoverse, porém de forma um pouco mais tímida, já que nem tudo é destrutível, como por exemplo grandes prédios ou pilares de rocha, o que me decepcionou um pouco, já que era extremamente divertido ver o cenário explodindo conforme a luta progredia.
O jogo não possui um menu: tudo é feito dentro de Toki-Toki, a cidade dos Patrulheiros do Tempo. Portanto, você deve falar com NPCs para poder acessar todos os modos de jogo, além de acessar as lojas de itens, roupas ou habilidades. É um sistema interessante, já que te deixa dentro do contexto do game a todo momento e passa uma leve sensação que está dentro de um RPG. Porém, às vezes isso acaba atrapalhando um pouco, já que você tem que andar de um lado pro outro pra poder finalmente acessar o que deseja.

O jogo ainda possui um sistema de Mestres, onde você pode escolher ser o discípulo de algum dos personagens principais e aprender suas habilidades conforme progride no treinamento, um sistema bem interessante.
De resto, possui modos de jogo "padrão", como batalhas e campeonatos tanto online como offline, possibilitando a luta entre grupos, além de Missões Paralelas, onde você, além de lutar contra os inimigos indicados, pode dar uma leve explorada nos cenários para encontrar materiais que podem ser usados na criação de itens, estes últimos podendo ser usados durante as batalhas. Pode parecer que isso acaba facilitando o jogo, mas em muitos momentos é praticamente obrigatório o uso desses itens, principalmente os que curam o seu HP, já que em muitas missões você deve enfrentar vários inimigos fortes, muitas vezes ao mesmo tempo.

Você pode customizar, além da aparência, as habilidades especiais e itens de seu personagem de acordo com o seu estilo de jogar e ainda pode distribuir pontos ganhos com cada nível ganho em atributos como vida, dano físico, dano das habilidades especiais e ki.
Graficamente, o jogo é impecável! Visual extremamente bonito, detalhado e realmente lembra muito o anime! E a criação de personagem dá uma boa quantidade de opções, apesar de não ser uma customização extremamente detalhada.

Algo que eu curti muito é que a grande maioria das cenas são completamente animadas e dubladas, o que realmente te deixa animado em fazer as missões principais. A dublagem em si é entre boa e razoável, porém a trilha sonora além de combinar muito bem com as situações em que ela é inserida, é muito bem feita e empolgante, deixando as lutas/cenas ainda mais legais de se acompanhar.

É importante ressaltar que o jogo possui legendas em Português brasileiro, porém é uma tradução muito mal feita, muitas coisas estão como se tivessem acabado de sair de um Google Tradutor da vida. Um exemplo muito forte é na lista de Emoticons (já que o game possui a opção de se conectar com outros jogadores que estão andando pela cidade), onde no lugar de "Wave" (Acenar), está escrito Onda, além das descrições de alguns itens que não fazem sentido, já que as frases estão muito mal construídas.

Ao meu ver a única vantagem de deixar em Português são os nomes das habilidades, que estão da mesma forma que estavam no anime, já que esses nomes muitas vezes se alteram de região para região. Mas mesmo assim, se você conseguir entender bem o Inglês, sugiro não jogar em Português.
Dragon Ball Xenoverse é um jogo muito bom, e que com certeza consegue ficar na lista de melhores jogos da série, com sua história própria, visual lindo e jogabilidade divertida, apesar de certos detalhes. Se você é fã de Dragon Ball ou de jogos de luta em geral, vale a pena dar uma conferida!

Nota: 9/10


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro visitante!

Você é muito bem vindo para comentar no nosso blog, contudo, pedimos que respeite os demais usuários e não utilizem palavras de baixo calão!

Obrigado,
Equipe Games com Limão!

 

Seguidores