Social Icons

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Games com Limão joga: Lightning: Returns FF XIII

"Todos prontos para a reunião final"

Bom galera! A nossa ausência esses dias se deve, além das nossas atividades rotineiras (estudos, trabalhos, etc e tal) à chegada do Lightning Returns: Final Fantasy XIII (um dos jogos com os maiores nomes que eu já vi, u.u)... O primeiro que começou a jogatina foi o Andrey, eu disse praquele HEREGE passar por aqui e dizer o que achou do jogo, mas quem disse que ele obedece? Hahahah...

Eu consegui o game ontem e prontamente comecei a jogar, o que deu um ótimo uso pro meu Final de Semana diga-se de passagem, hahahah... Entre idas e vindas lá se vão quase dez horas de jogo, muitas idas e vindas e quests feitas, então, acho que já dá pra falar um pouquinho de LR: FFXIII.

Bom, o começo do jogo é praticamente o mesmo da DEMO, nos encontramos no palácio de Yusnaan, onde Snow, que é o "Patrão" da cidade, celebra uma animada festa... Lightning chega, o caos invade, aquelas coisas todas que já vimos na demo e em um milhão de vídeos antes do lançamento do jogo. MAS, quem jogou a demo com certeza vai estranhar esse começo de jogo "pobre" em relação a demo, lá já tínhamos vários esquemas, várias armas, habilidades mais fortes, aqui não, você tem três esquemas básicos, poucas habilidades lv. 1, poucos itens, os NPC's que tinham pelo palácio também sumiram... Mas nada de tão impactante!

Vou começar pela história, até aqui, na minha humilde opinião, entre a trilogia XIII esse é o que possui a história contada da melhor forma, pelo menos da forma mais compreensiva. Logo no começo já entendemos o que trouxe Lightning até aqui, o que houve com o mundo nos 500 anos que ela ficou dormindo e porque todos continuam com a mesma cara, u.u... Hope, agora é uma criança novamente (seriously?!?!?) e é ele quem ajuda Light e lhe explica o que precisa ser feito, porém, este Hope que vemos aqui é uma espécie de androide, ele lembra das coisas da vida dele, mas não possui emoção, como se ele lembrasse da vida de outra pessoa, a mesma coisa acontece com Light.

No final do FFXIII-2, com a morte de Etro (o coração que estava em Caius), o mundo dos vivos e dos mortos se misturou e o Caos se espalhou por todos os lugares, apenas quatro cidades humanas restam : Luxerion, Yusnaan, Wild lands e Dead Dunes. Os poucos sobreviventes vivem a mais de 500 anos sem envelhecer um dia, consequência dessa união de mundos. Light é a única esperança para esse mundo fadado à destruição, o próprio Bhunivelze, aquele "The Maker" que todo mundo falava no Final Fantasy XIII, acordou Light de sua hibernação e lhe deu uma importante missão: Ela precisa resgatar as almas do máximo de pessoas que conseguir, para que Bhunivelze, que ressucitará no décimo terceiro dia, leve essas almas para um novo mundo que ele criará, a história desse jogo, aparentemente, irá cobrir as lacunas deixadas pelos outros dois jogos, mas isso é assunto pra um outro post que pretendo fazer, pra explicar a passagem dos plots da história dos três jogos...


"Sério, esse cara joga muito, fiquei com inveja, u.u"

Como já havia percebido pela demo e dito aqui, o combate sem dúvida é o ponto alto do jogo, e também o divisor de águas, conversando com esses hereges no Whatsapp, as opiniões diferem, eu e o Andrey estamos apaixonados pelo sistema de combate, enquanto Cloud e Nil estão na defensiva em relação, não só ao sistema de combate, quanto ao jogo no geral, por isso que me dou bem com esses caras, NUNCA CONCORDAMOS EM NADA, hahahahah... Bom, voltando a falar do sistema de combate, ele é bem dinâmico, intuitivo e desafiador, pra se dar bem no combate é fundamental que se entenda as fraquezas dos inimigos e como levar cada um deles ao Stagger, sem essa consciência, até os mobs mais simples viram um desafio mortal e, com a estratégia certa, os desafios mais difíceis são facilmente superados!

A customização é infinita praticamente, embora alguns trajes sejam bem loucos e desnecessários, mas cada um deles traz atributos e habilidades específicas que podem facilitar a vida de light, bem como as armas e os escudos, combinar bem é a chave do sucesso, sem apologia à moda nem nada, mas é verdade, hahaha...

A trilha sonora mantém o padrão dos outros dois jogos da série, bem variada e combinando com os ambientes, batalhas, momentos da história, etc... Não tem muito o que falar aqui, nada de mais, nada de menos, rs...

Os gráficos, pra mim, continuam excelentes, conforme o padrão da série, já que seguem o mesmo padrão dos dois jogos anteriores. A Squenix pode errar no resto do jogo inteiro, mas nas CG's ela arrasa, as cenas do jogo te deixam boquiabertos, principalmente as cenas de ação, de lutas e etc.

Pois é meu povo, o Lightning Returns está aí e nós estamos jogando, o jogo, como eu disse acima, vai dividir os fãs assim como os dois outros jogos dessa trilogia, uns vão amar, outros vão odiar, sem dúvida, eu ainda to em cima do muro, confesso, depois que zerar espero ter uma opinião mais concreta, que feche de vez essa história... O que não adianta é ficar chorando pelo leite derramado, a saga XIII, boa ou ruim, já foi, agora vamos ficar na torcida pra que o Final Fantasy XV venha logo e tire a série do buraco e agrade todos os fãs!

É isso, logo menos volto pra falar da história! =P

Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Belo texto, Bruno!
    Ainda tenho que conseguir o LR pra poder falar algo a respeito :p

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mateus, só falta você no time! =P

      Consiga logo e nos dê a sua opinião, com certeza será muito bem vinda!

      Excluir
    2. Se tudo der certo nessa semana chega XD

      Excluir
    3. Isso aí Mateus, junte-se a nós! lol

      Excluir
  2. Assim que possível vou finalmente concluir a "triste" saga de nossa querida Lightning tbm.
    Fiquei feliz de saber agora que a estória ao menos é contada de uma forma melhor. Na minha opinião fizeram isso bem em XIII mas foi um desastre em XIII-2.
    A maior parte das reviews tem elogiado o combate e me pareceu realmente agradável (não cheguei a testar a demo).
    Isso dos monstros serem muito difíceis ou muito fáceis dependendo de como vc explora suas fraquezas pode ser um fator interessante pra mim, espero que isso adicione um bom desafio ao jogo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, André! Vamos ver se o fim da saga de Light continuará triste ou será feliz, rs... Concordo com o que disse que a história foi bem contada em XIII e mal contada em XIII-2!

      Quanto ao combate, é bem isso mesmo, teve luta com mob que já demorei mais de 5 minutos, mas que depois que descobri as fraquezas acabou em 30 segundos, no máximo, rsrsrs...

      Tava até pensando em começar de novo pra economizar um tempo, hahahah...

      Excluir

Caro visitante!

Você é muito bem vindo para comentar no nosso blog, contudo, pedimos que respeite os demais usuários e não utilizem palavras de baixo calão!

Obrigado,
Equipe Games com Limão!

 

Seguidores